Processadores AMD com quota de mercado de 40% pela primeira vez em 14 anos

 Em Sem categoria

A PassMark, empresa que tem ferramentas de teste e de benchmarks para computadores, revelou que, pela primeira vez em 14 anos, os processadores da AMD marca presença em mais de 40% das máquinas analisadas.

A AMD está a conseguir rivalizar com a Intel e a conquistar cada vez mais mercado. Os chips Zen 2, construídos segundo o método de fabrico de 7 nanómetros, têm provado ser rivais à altura das soluções da Intel. A PassMark analisou dados das máquinas que têm instalado o software da empresa e concluiu que a AMD está presente em mais de 40% dos PC, marca que não era atingida há 14 anos.

A série Ryzen 3000, lançada em julho de 2019, marcou a primeira vez em três décadas que a Intel perdeu a dianteira na indústria das plataformas x86 e os chips de 7 nm da AMD conseguiram bater em performance e preço os componentes da Intel. A redução de preço, por vezes agressiva, tem valido bons resultados à AMD, com o roubo de cada vez mais quota de mercado.

A Intel tem mantido a superioridade no que diz respeito a velocidades de relógio nos seus chips de 14 nm, fator que lhe dá uma ligeira vantagem no segmento de computadores de videojogos. Agora, a empresa terá de aguardar pelos chips de 10 nm e lidar cuidadosamente com o mercado para não correr o risco de perder mais quota para a AMD.

Quanto aos dados da PassMark, apresentam uma boa imagem da AMD, mas terão de ser analisados com cuidado. Este conjunto refere-se apenas às máquinas com este software instalado e analisadas durante um período restrito de tempo. Uma vez que a empresa recebe informações de tipos de CPU que não AMD e Intel, mas opta por ignora-los uma vez que são reduzidos em termos de volume e arredonda as percentagens para duas casas decimais, faz com que a soma no trimestre possa não ser exatamente de 100%. Por fim, são só considerados processadores x86 e não outras arquiteturas e apenas só incluídos PC e não consolas de jogos.

Posts Recentes

Deixe um Comentário

0